"Eu acho que sou estranha."

Muitas vezes já perguntei para minha mãe, se eu tinha algum tipo de doença, porque meu comportamento é muito diferente das pessoas que eu tenho mais afinidade, mas não é "doença.' é o meu modo de ser, de viver, de gostar, é muito bem diferente das pessoas que eu passo a maioria do meu tempo, eu to me esforçando muito para falar desse "eu acho que sou estranha." porque é complicado falar de mim e das minhas diferenças as vezes eu penso, que se meu irmão nunca vai voltar de Belém para casa, que meu pai que trabalha em barcos nunca poder ir me ver, ou mesmo com minha mãe que é professora não tiver tempo para mim e só para aquelas crianças malditas, e se minha vida for assim? uma carinha triste? é difícil viver a vida, é difícil chegar no colégio e olhar nos olhos das pessoas que te acham uma "babaca", é difícil passar pelo lado do menino que você ama e não poder fazer nada, é também difícil passar no lado do menino que você gosta e não fazer nada, para falar a verdade eu estou em um triângulo amoroso. A única coisa que eu quero que seja é minha família aqui em casa, meu vô em casa sorrindo, meus amigos me dando moral. Esses dias teve prova no meu colégio e eu fiz essa prova, quando eu recebi o resultado foi de "0,8", nessa hora parecia que meu mundo desabou, queria ver um largo sorriso no rosto da minha mãe porém não foi isso que aconteceu, na hora que eu recebi essa nota foi a ÚNICA nota abaixo de "1,0" todos tiraram notas lindas, é sério. Quando chegou a hora do intervalo eu fui correndo para o banheiro chorando, mas nimguém me viu, eu podia jurar isso, o pessoal mal estavam saindo da sala, eu fui igual a um foguete para a cabine do banheiro, e comecei a chorar, não cheguei a me cortar porque isso já está ficando bem esquisito até demais, daí eu sentei no vaso e comecei a jogar pou no meu celular chorando, quando vejo minhas amigas estavam no banheiro me procurando, daí quando eu vi minha melhor amiga subiu emcima do vaso da outra cabine e disse "ela está aqui." nessa hora todos queriam falar comigo, me abraçar, só pelo fato da minha nota, dái me veio a cabeça de fazer esse post porque eu acho que eu sou estranha ou seja especial, porque quando eu tiro nota baixa alguns dos meus amigos vem me ajudar, me abraçar, e eu fico nervosa com tudo isso, quero ter minha vida como antes, só vou avisando aqui que o blog é meu ele é praticamente como o meu diário então se você acha que eu falo muito de mim aqui, como disse é o meu diário. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário