Um amor falso

"Minha melhor amiga faz muitas amizades com essas pessoas que ficam onde ela estuda, quando estava conversando com ela, ela teve um idéia de reunir todo o pessoal do lugar onde ela estuda para conversar no bate-papo quando conversamos muitas muitas muitas vezes ela me disse mas tarde que o amigo dela o Rafael estava super afim de mim, e eu nem me importei, fiquei um pouco feliz mas não cheguei a gostar dele pois eu nem conhecia, quando eu entrei no MSN ele estava online e veio me dar oi
  
- Oi
- Olá
- Como vai?
- Bem, e com você?!
- Hm, estou ótimo!
- Por acaso Gabriela te falou algo de eu estar afim de ti?
- Comentou sim!! haha.
- Hm, que bom, gostei de você.
- Obrigada!
- Tu é linda
- Que isso primo
- Que nada prima
- É meio estranho falar isso, pois nem somos primos hahah.
- Rs.

Depois daquela conversa nós ficamos conversando toda santa hora e não paramos, e desde daquele "primo" até hoje nos chamamos de primos, e eu sei, isso é estranho, naquele momento eu fiquei muito apaixonada por ele, das risadas, do modo de ele conversar comigo, do olhar dele para mim, ficamos conversando várias fazes na web, ele tocando seu violão e eu pensa "Será se essa música é para mim?!" No colégio eu me encontrei com ele, ele me deu um abraço que foi daquele abraço "Oi Eu te amo muito, e não vou deixar que ninguém te magoe" depois eu me toquei que ele era esse alguém, quando vi ele abraçando, beijando, mas não era abraçar normal, era aquele tipo de abraço de garoto puto/mulherengo de estar pegando em uma menina, quando vi aquela cena parecia que eu estava sem chão, sem ninguém onde eu estava, e que eu só tinha olhos para ver aquela cena, minha amiga me pegou pelos braços e me levou para bem longe para não ver aquela cena, eu estava praticamente chorando, sim chorando, uma simples conversa pela internet me fez se apaixonar, e me toquei que ele era a pessoa mais falsa, e que ele era apenas qualquer um, até hoje luto para tentar esquecer ele, mas não é tão fácil." 


Nenhum comentário:

Postar um comentário